Secretaria da Presidência confisca objetos de Lula
Acreaovivo.com
Tempestades
23°MIN 27°MAX
Rio Branco, AC

Sexta-Feira, 16 de Junho de 2017 às 13:36

COMUNICAR ERRO

Secretaria da Presidência confisca objetos de Lula

O secretário de Administração da Presidência da República, Antonio Carlos Paiva Futuro, informou ao juiz federal Sérgio Moro que confiscou 21 ‘tralhas’ do ex-presidente Lula. Os objetos estavam armazenados em uma sala no Banco do Brasil, no centro de São Paulo, e foram apreendidos em março de 2016 na Operação Lava Jato.

Foram confiscados um peso de papel, três moedas, um bibliocantos, cinco esculturas, duas maquetes, uma taça de vinho, uma adaga, três espadas, uma coroa, uma ordem, um prato decorativo e moedas antigas.

Durante seus mandatos, entre 2003 e 2010, o petista recebeu centenas de itens. Após avaliação da Secretaria de Administração da Presidência, Moro autorizou, em 28 de abril, que o acervo de 21 bens fosse restituído em favor da União. A Comissão Especial da Secretaria da Presidência da República havia analisado 176 itens.

Em 8 de junho, Antonio Carlos Paiva Futuro enviou um ofício a Moro. "Informo a Vossa Excelência que a referida decisão desse douto Juízo foi cumprida dentro do prazo fixado, conforme comprova o anexo Termo de Recebimento, lavrado em 8 de junho próximo passado e firmado por servidores desta Secretaria e representantes do Banco do Brasil (Gerente Executivo da Unidade de Operações e Gerente do Setor), quando do efetivo levantamento dos mencionados bens, para fins de incorporação administrativa ao patrimônio da União Federal."

O secretário destacou a Moro que os itens estavam "no mesmo estado de conservação verificado quando da diligência anterior".

Quando autorizou, em abril, que os bens fossem confiscados, Moro observou que foram "recebidos em cerimônias oficiais de trocas de presentes com Chefes de Estados ou Governos estrangeiros, que têm algum valor mais expressivo, mas que não caracterizam presentes de caráter personalíssimo".

"Constatou este Juízo que havia alguns bens entre os apreendidos que teriam sido recebidos, como presentes, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o exercício do mandato, mas que, aparentemente, deveriam ter sido incorporados ao acervo da Presidência e não ao seu acervo pessoal. É que agentes públicos não podem receber presentes de valor e quando recebidos, por ser circunstancialmente inviável a recusa, devem ser incorporados ao patrimônio público", anotou Moro na ocasião.

Em abril, após a autorização de Moro para que os bens fossem confiscados, a defesa de Lula declarou que a decisão do juiz era ‘mais uma prova de sua parcialidade e perseguição contra o ex-Presidente’.

"O acervo privado de Lula, composto de documentos e presentes recebidos pelo ex-Presidente durante os seus dois mandatos, é resultado de um processo administrativo que tramitou em Brasília, perante a Presidência da República, e seguiu os critérios da Lei nº 8.394/1991, exatamente como ocorreu em relação a todos os ex-Presidentes da República desde a edição desse ato normativo. Nenhum ato relacionado ao acervo foi praticado em Curitiba, com confirmou em juízo a testemunha Claudio Soares Rocha, que organizou todo o processo. Além da questão da competência territorial, o tema é absolutamente estranho a uma Vara Criminal. Mais uma vez está-se diante de uma decisão absolutamente ilegítima, que integra o ‘lawfare’ contra Lula", destacou o advogado Cristiano Zanin Martins na ocasião.

Tag's: Objetos, Ex-presidente Lula, Sérgio Moro, Lava jato, Confiscado

Fonte: Notícias ao minuto


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
Economia 11/12/2017 21:11

Acre exporta sua riqueza e fica com a pobreza – Por Cassiano Marques de Oliveira

Capital 11/12/2017 16:16

Bolsa Família: prazo para acompanhamento em saúde termina dia 22

Capital 11/12/2017 16:15

Famílias fecham rodovia após invadirem casas populares

CRUZEIRO DO SUL 11/12/2017 15:55

Motorista bate em dois veículos estacionados na avenida Yaco em Cruzeiro do Sul

TARAUACA 11/12/2017 15:53

Exposição do I Natal Ecológico é inaugurada em Tarauacá

CRUZEIRO DO SUL 11/12/2017 15:21

Jovem deve prestar serviço à comunidade por insultar policiais em Cruzeiro do Sul

Brasil 11/12/2017 15:08

Esquema descoberto pela PF liberou R$ 2 bi em créditos tributários para JBS

Esportes 11/12/2017 15:00

Mercale supera Comauto e leva título dos 33º Jogos Comerciários do Sesc

CRUZEIRO DO SUL 11/12/2017 14:47

Suspeitos de integrarem facções criminosas em Cruzeiro do Sul são presos no Amazonas

Tecnologia 11/12/2017 11:47

Street Fighter será relançado em coletânea com 12 títulos da franquia

Polícia 11/12/2017 11:37

Após discussão, mulher é morta e marido é preso em flagrante no Jequitiba

Tecnologia 11/12/2017 11:06

Bitcoin começa a ser negociada nos EUA e bate recordes

Polícia 11/12/2017 11:03

PM recupera motocicleta roubada e apreende duas armas de fogo em Rio Branco

CRUZEIRO DO SUL 11/12/2017 10:45

Rio Juruá passa dos 11 metros e 40 famílias têm energia suspensa no bairro da Lagoa

PORTO WALTER 11/12/2017 10:39

Filho mata mãe e depois é morto por irmão em Porto Walter

PLACIDO DE CASTRO 11/12/2017 10:19

Sistema de captação de água de Plácido de Castro é ampliado

Internacional 11/12/2017 10:12

Após 35 anos, Arábia Saudita reabrirá cinemas

Brasil 11/12/2017 10:08

Acreanas são presas com 18 pistolas em fundo falso de bagagens dentro de ônibus em MT

Polícia 11/12/2017 09:50

Sem habilitação, jovem perde controle de veículo e invade entrada de hotel

Polícia 11/12/2017 09:29

Membro de facção é preso com arma de fogo e drogas na Transacreana